Sexta, 21 de Junho de 2024
22°

Tempo limpo

São Paulo, SP

Brasil Baderna na ALEP

Tumulto e depredação da ALEP por esquerdistas

Depredação, tumulto e quebra-quebra por vândalos chamados por "manifestantes" pela imprensa

03/06/2024 às 21h18
Por: Juliana Bertolozzi de Oliveira Fonte: Opinião
Compartilhe:
Momento em que os vândalos invadem a ALEP
Momento em que os vândalos invadem a ALEP

PROTESTO, TUMULTO E DEPREDAÇÃO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ POR ESQUERDISTAS

Se estivessem usando verde e amarelo, a imprensa os trataria de "manifestantes" ou terroristas?

Professores, servidores e alunos da rede estadual do Paraná forçaram a entrada e invadiram a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em Curitiba, nesta segunda-feira, três de junho de 2024, durante um protesto contrário ao projeto de lei que propõe a terceirização da gestão administrativa de 200 escolas estaduais.

Nas imagens e vídeos que circulam nas redes sociais, é possível observar os baderneiros forçando a entrada no prédio cujas portas estavam fechadas. Os vândalos passam facilmente pela "barreira" na entrada e começam a destruir tudo o que veem pela frente até chegar à entrada do prédio da Assembleia Legislativa do Paraná. Uma porta de vidro foi quebrada e rapidamente o prédio foi tomado por baderneiros vestidos de vermelho que depredaram o patrimônio público e portavam bandeiras do PCO (Partido da Causa Operária) e de outras organizações de esquerda. Foram lançadas bombas de gás lacrimogênio e DUAS pessoas foram detidas por depredar patrimônio público - bem diferente das 1.430 pessoas presas em Brasília pelo mesmo crime em 08/01/2021 em uma verdadeira emboscada.

É impossível não ver o tratamento dado pela mídia o que aconteceu hoje e o que ocorreu em Brasíli naquele fatídico 08 de janeiro; os baderneiros de hoje, que forçaram a entrada e destruíram tudo o que viram pela frente, estão sendo chamados pela imprensa de "manifestantes" e o que ocorreu hoje está sendo chamado de "protesto", "confusão", "manifestação". Ora, nas fotos e vídeos que estão circulando nas redes sociais é possível ver que as galerias da Assembleia foram completamente tomadas pelos invasores, que gritavam palavras de ordem, palavrões e queriam interromper a sessão com gritos, pancadaria e força.

O resultado da invasão? O Projeto de Lei foi APROVADO por 39 a 13 (uma vitória acachapante) e o Programa "Parceiro na Escola, que autoriza a realização de parcerias de empresas privadas para a gestão administrativa de escolas da rede pública estadual, foi aprovado em primeiro turno.

Fica a reflexão: será que se os "terroristas" do 08/01 tivessem usado camisetas vermelhas e portado bandeiras vermelhas de centrais sindicais ou do PCO estariam presos até hoje por depredação de patrimônio público? Será que se os "manifestantes" de hoje tivessem usado verde e amarelo e portado Bíblias nas mãos, portando a bandeira do Brasil e cantando o Hino Nacional, teriam sequer tido a sua entrada barrada na Assembleia Legislativa?

A resposta é óbvia demais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários