Arquivo da tag: #LulaNaCadeia

O POUCO COMENTADO DEPOIMENTO DO PRIMO DO PRIMO DO BUMLAI

NÃO É NENHUMA BOMBA ATÔMICA. MAS REVELADOR SOBRE O CARÁTER DE LULA, ROBERTO TEIXEIRA E BUMLAI.

De repente eis que surge um senhor de 77 anos de idade diante de Sérgio Moro, Glauco Costa Marques, primo de José Carlos Bumlai, laranja da compra da cobertura vizinha a de Lula em São Bernardo, e também do terreno aonde seria o Instituto Lula.

Confesso que já pensei muito mal desse senhor, mas vendo o depoimento dele ao juiz Sérgio Moro, senti foi pena. Não que ele seja um inocente daqueles que não sabem de nada. Mas é um ingênuo daqueles que pensam que sabem de tudo.

José Carlos Bumlai não teve dó de abusar dessa ingênua esperteza para negócios que teria o primo. Ao que se viu, Glauco Costa Marques é daqueles espertalhões que gosta de ganhar dinheiro fácil, e se interessou pelos negócios pouco ortodoxos oferecidos pelo primo José Carlos que gozava da intimidade do presidente da república.

O estratagema foi tão bem armado que ele foi levado ao aniversário de Luiz Cláudio Lula da Silva, na cobertura do presidente em São Bernardo. E ali, como quem não quer nada, o primo asno encantado José Carlos mostrou a ele a cobertura, que depois foi objeto da compra e do interesse de ganhar algum. Mas naquele momento, Glauco Costa Marques gozava da intimidade da família Lula.

O dinheiro que ele ganhou intermediando a compra do terreno do Instituto Lula foi pedido de volta. Ele reclamou com o primo que apenas disse: devolva. E ele devolveu.

A empresa que o primo José Carlos sugeriu abrirem para fazer negócios, que nem o próprio Glauco explica bem quais são, ele abriu, em seu nome, e logo depois tomou mais uma pernada, tendo que ceder as cotas para Luiz Cláudio Lula da Silva, aquele mesmo do aniversário que ele foi.

Glauco Costa Marques é só um espertalhão, não poderia ser chamado de corrupto, e na minha opinião não merece punição maior do que alguma multa. Mostra-se, inclusive, uma pessoa com dificuldades de raciocinar e expressar com clareza seus pensamentos.

O mais importante a observar nesse depoimento é a falta de escrúpulos de José Carlos Bumlai ao envolver o próprio primo como laranja, em esquemas nos quais, tal qual no xadrez, ele era só um peão sem importância. E também a maneira como Lula e seu comparsa Roberto Teixeira, que é sogro do medíocre Cristiano Zanin, usavam e abusavam dos asnos encantados pelo ex-presidente.

E quase ninguém deu bola para isso.

E PALOCCI COLOCOU LULA LÁ…

…NO CAMINHO SEM VOLTA DE CURITIBA.

O retirante nordestino apedeuta de nove dedos que não tinha coragem de roubar maçã argentina na feira para não envergonhar a mãe – não fosse isso provavelmente teria roubado – poderia ter marcado sua passagem pela presidência da república deixando um legado de desenvolvimento e distribuição de renda jamais visto antes nesse país.

Lula, no alto dos seus mais de 80% de popularidade, surfando na supervalorização das commodites, com o pré-sal na mão, sendo chamado de “O Cara” pelo presidente Barack Obama, poderia ter transformado o Brasil, porque o Brasil caminhava ao lado dele. Só que ele não caminhava ao lado do Brasil.

O depoimento de hoje de Antônio Palocci ao juiz Sérgio Moro foi a tampa do caixão que vai enterrar Lula ainda vivo, porque ele se recusa a entender que está morto, mesmo depois de todos os micos que pagou na sua fracassada caravana pelo nordeste.

Ontem, Rodrigo Janot já tinha jogado uma imensa pá de cal sobre o “walking dead” Lula. Hoje Palocci fechou a tampa do caixão, até mesmo auxiliado involuntariamente (ou por incompetência mesmo) pelo advogado engomadinho de Lula que de tanto insistir na resposta de uma mesma pergunta ouviu do depoente em alto e bom som “sim, eu tratava de propinas com o Lula, e o Emílio Odebrecht também tratou”. Podia ter ido dormir sem essa. Palocci falou, inclusive, de tratativas para tentar obstruir a Lava Jato.

E quando pensávamos que o dia já tinha sido ótimo para quem quer Lula atrás da grades, o “sainte” Rodrigo Janot (que deve ter feito redução de estômago ou está doente de alguma coisa de tanto que emagreceu, devem ser os nervos) emplaca mais uma denúncia no STF contra Lula e Dilma, agora por obstrução de justiça.

O compadre de Lula, Roberto Teixeira, que também iria depor hoje, logo após Antônio Palocci, sabendo que este tinha resolvido responder todas as perguntas do juiz Sério Moro, internou-se num hospital para não ir à audiência. E não foi.

Resta saber agora se a alma mais honesta desse país, que não roubava maçã mas depois que a mãe morreu passou a roubar milhões, terá coragem de novamente sentar-se diante de Sérgio Moro e continuar a mentir com a mesma cara lavada.

Treze de setembro tem Lula lá, em Curitiba, de onde esperamos não saia mais.

LULA É UM INJUSTIÇADO. TEMER É UM INOCENTE. JOESLEY É UM HERÓI.

RODRIGO JANOT É UM DESPREPARADO. DELCÍDIO DO AMARAL É UM MENTIROSO. LÚCIO FUNARO É UM DESQUALIFICADO.

Esqueça tudo o que você já viu, ouviu e leu a respeito da Lava Jato.

Apague da sua memória os inúmeros depoimentos e interrogatórios de políticos, empresários e figuras mais miúdas – mas não menos importantes – que contaram em detalhes como funcionavam os diversos esquemas de desvio de dinheiro público, fosse através de desvio puro e simples ou complicadas transações envolvendo superfaturamento e propinas.

Acompanhe meu raciocínio.

Joesley Batista gravou sua nada republicana conversa com Michel Temer, revelando a consciência do presidente sobre fatos como cooptação de juiz e promotores públicos, mesada para Cunha (tem que manter isso!). Gravou também Aécio Neves, aí já numa conversa de republiqueta mesmo, pedindo dinheiro, falando bobagens como até mesmo “a gente mata o cara”, se referindo a um possível delator.

Pegou as gravações, levou para Rodrigo Janot. Junto levou a oferta de uma lista com nomes de 2000 políticos – dois mil mesmo – e barganhou sua liberdade. Rodrigo Janot denunciou Temer. A Câmara colocou a denúncia na gaveta. Janot virou bandido.

Paralelo a isso, o gangster Lúcio Funaro negociou sua delação premiada, que já está para ser homologada, agora só dependendo da boa vontade de Fachin, e dele resistir à pressão para que não homologue, ou submeta ao plenário. Funaro entrega Temer, corrobora fatos da delação de Joesley. Nesse interim a Polícia Federal descobre mais 40 gravações naquele tal gravador contestado. E Joesley aparece com mais 50 novos anexos sobre assuntos que provavelmente ele tinha esquecido.

O advogado de Temer, Antônio Cláudio Mariz, desqualifica Rodrigo Janot pelas denúncias. Desqualifica Joesley como delator. Desqualifica a credibilidade de Lúcio Funaro. Mas Joesley era amigo de Temer, caso contrário não teria sido recebido subalternamente pelo presidente da república. E Antônio Cláudio Mariz também era antes advogado de Lúcio Funaro ao mesmo tempo que era advogado de Michel Temer. E foi destituído pelo primeiro por suspeita de vazamento de informações para o segundo.

Agora surge o procurador Ivan Marx, o mesmo que não viu as pedaladas de Dilma, inocentando Lula no caso da tentativa de obstrução de justiça na tentativa de calar Nestor Cerveró, tendo este já confirmado à justiça em colaboração premiada a veracidade dos fatos. E Ivan Marx não apenas inocentou Lula como acusa Delcídio do Amaral, preso em flagrante exatamente operando a tal obstrução de justiça encabeçada por Lula e paga com dinheiro de José Carlos Bumlai.

Pegou o fio da meada?

Raquel Dodge assume a PGR em menos de 20 dias, com a benção dos 17 inquéritos de Renan no STF, com a indicação e apoio de Gilmar Mendes.

Gilmar Mendes é amigo e conselheiro de Temer e de Antônio Cláudio Mariz. Recebeu dinheiro da JBS de Joesley Batista a título de patrocínio de palestras do seu instituto, IDP, cuja receita é quase toda proveniente de contratos com o governo federal e no qual quase 60% dos professores são funcionários públicos do judiciário, portanto subordinados hierarquicamente e financeiramente à Gilmar Mendes.

Ah! Mas esquece isso tudo. São só ilações e ilações e ilações, coisa dessa mídia maldita, cheia de versões para fatos que nem existiram.

Precisamos descobrir quem está por trás disso. Eu aposto nos americanos. Começo a pensar que a única pessoa lúcida nesse país é Marilena Chauí, a primeira a perceber que Sérgio Moro é um agente da Cia. Putz! Como eu não vi isso antes? Como você não viu isso antes?

Bom sábado!

HOJE OS DEPUTADOS VOTARÃO A REFORMA POLÍTICA KINDER OVO.

E PREPAREM-SE PARA AS SURPRESINHAS, NA MAIORIA DAS VEZES SÃO DECEPCIONANTES.

Todo mundo sabe que dificilmente uma votação desse gênero, envolvendo tantos interesses diferentes – menos o do povo – chegue ao seu final exatamente como foi proposta, mesmo que a proposição em si já tenha sido recheada de absurdos.

O que veremos hoje é a ganância versus democracia. O que veremos hoje é a exposição da face mais suja dos políticos brasileiros que tentam legalizar aquilo que antes era roubado, desviado ou simplesmente apropriado por todos na forma de propinas e venda de emendas e consciências.

Aliás, se é algo que falta à maioria dos deputados é a tal da consciência. A única coisa da qual são absolutamente conscientes é que precisam continuar no poder, uns para continuar roubando, outros para não ir para a cadeia.

A reforma política não é uma reforma, e sim a tentativa de uma nova forma de passar a perna nos cidadãos, e isso inclui tudo o que está na proposta, da apropriação espúria de dinheiro público que resolveria o problema da saúde pública às mudanças no sistema eleitoral que visa garantir que quem está continua, e roubando.

O povo brasileiro não saiu às ruas, não protestou com a veemência necessária para fazer os parlamentares sentirem pelo menos arrepios. Apenas usou as redes sociais como se fossem ruas e avenidas, e como se isso fosse suficiente para pôr medo nesses bandidos que nos últimos tempos só legislam em causa própria, seja qual for a matéria. Apenas se perguntam “o que eu vou ganhar nisso?”.

Para os atuais políticos, especialmente os encrencados, muito encrencados e encrencados para caramba, o povo é aquele detalhezinho chato da democracia, aquela pedrinha no sapato que incomoda, mas não impede de seguir a caminhada. E se tudo der certo, superado o trecho complicado do caminho, basta sacudir o sapato que a pedrinha cai no chão e se junta as outras milhares de pedrinhas que nunca incomodaram ninguém.

E já que ninguém se manifestou com a força e com o poder que tem, que fiquem atentos às surpresinhas que essa reforma kinder ovo promete, como, por exemplo, reaparecer a tal emenda Lula e outras tantas que em nada interessam à população, mas que garantem sossego para muitos políticos com medo de ver o sol nascer quadrado.

FUNDO PARTIDÁRIO DE 3,6 BILHÕES SERÁ VOTADO AMANHÃ NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

E DIFICLIMENTE DEIXARÁ DE SER APROVADO. CUIDADO COM A EMENDA LULA. ELES ADORAM SURPRESINHAS.

A despeito do que pensa a sociedade – que na verdade só pensa e não age – o deputado Rodrigo Maia pautou a votação da PEC da Reforma Política para esta quarta-feira 16/08.

Além do fundo democrático que democratiza o dinheiro do povo na mão dos políticos, será votada também a emenda que introduz o Distritão, um modelo que mistura o que funciona mais ou menos com o que não funciona de jeito nenhum e que ainda inclui a tal lista fechada no meio. E isso se não surgirem surpresas de última hora, como ressuscitar a tal Emenda Lula. Nunca se sabe.

Caro leitor, cara leitora, os políticos não estão nem aí para o que eu ou você pensamos.

Para os políticos brasileiros, cargo sem mordomia não é cargo. Tem que ter gabinete com dezenas de assessores, carro oficial, residência oficial, gordas verbas de gabinete, altos salários e jetons, e muita impunidade para gastar aquele dinheiro que é retirado à força dos nossos salários e dos impostos que pagamos no preço de tudo que consumimos.

Vivemos ainda num mundo cheio de palácios oficiais que custam uma fortuna para serem mantidos, práticas que se repetem em todos os estados e em muitos municípios do Brasil, uma herança maldita da época do império que parece registrada no DNA dos políticos brasileiros.

Vamos pagar mais essa conta e deveríamos fazer calados, uma vez que não nos damos a ousadia de usar nossas vozes para evitar com a mesma contundência que usamos para reclamar depois que a coisa não tem mais retorno.

Insisto que as redes sociais são um palco maravilhoso para exposição de ideias e um magnífico palanque para discursos reclamatórios, mas não será elas não têm o poder de mudar o país sozinhas. O problema do Brasil é real e não virtual. Fosse virtual a gente poderia apenas deletar, excluir, bloquear ou dar mute nos políticos e problemas, mas não funciona assim.

A recusa do brasileiro em assumir para si a responsabilidade de se manifestar determinantemente contra as manobras dos políticos brasileiros só aumenta a conta que mais cedo o mais tarde – e parece que será cada vez mais cedo – chegará para ser paga.

Muitos de nós, pela idade, não chegarão a ver um Brasil rico e próspero, pelo tempo que se levará para atingir o país e a sociedade atingirem esse nível. Por outro lado, enquanto estivermos por aqui, pagaremos cada centavo das mordomias e do desperdício de dinheiro público que nos mantém amarrados no subdesenvolvimento.

Mesmo tendo lido e concordado com o que escrevi, todos levantarão amanhã e sairão normalmente para trabalhar, darão ao governo no mínimo 25% de todo real que gastarem, acompanharão as notícias do dia e se manifestarão como frases do tipo “esse governo é ladrão”, “políticos são todos ladrões”, “eles só sabem roubar”, falarão disso tudo nas redes socais, e irão dormir novamente para trabalhar no dia seguinte.

Amanhã é a reforma política, daqui a pouco a reforma da previdência, e é bom você se esquecer daquela reforma que queria fazer na sua casa, ela nunca estará na pauta do congresso, a menos que você more numa dessas suntuosas residências oficias.

Mas acho que isso tudo é cisma minha, bobagem. Afinal, brasileiro sempre dá um jeitinho, né?

OPOSIÇÃO NA VENEZUELA NÃO QUER INVASÃO MILITAR. DE NINGUÉM.

ANTES DE QUERER ALGUMA COISA PARA ALGUÉM É PRECISO SABER SE ESSE ALGUÉM QUER ESSA COISA

Lutar pela democracia através de canais democráticos é, além de justo, o caminho óbvio. Mas nem tudo que é óbvio é possível, e nem tudo que é possível é democrático.

Enquanto o povo brasileiro se nega ir às ruas contra governos e políticos corruptos e parte dele sonha com uma intervenção militar caseira, 125 civis venezuelanos já morreram pelas mãos dos militares e milicianos venezuelanos em pouco mais de quatro meses. E agora a oposição solta uma declaração na qual repudia qualquer possibilidade de intervenção militar estrangeira.

É bom que prestem atenção nisso os brasileiros que tem gasto seu tempo sendo solidários aos hermanos venezuelanos com o entendimento de que só uma ação militar vai ajudá-los. Acredito até que ajudaria, uma vez que eles estão sendo vítimas das suas próprias forças armadas e pelas milícias formadas por venezuelanos e cubanos. Mas não é o que eles querem.

Essa declaração do MUD, coalizão de 30 partidos de oposição à Nicolás Maduro, reafirma a contradição entre o comportamento de venezuelanos e brasileiros. Nós, brasileiros, não vamos às ruas e ansiamos por um salvador da pátria que resolva todos os nossos problemas sem que precisemos “sujar as mãos”. Os venezuelanos estão nas ruas, e rejeitam salvadores da pátria que pensem em defendê-los por caminhos que não sejam através da democracia exercida diretamente pelo povo, sujando suas mãos para que isso aconteça.

O povo brasileiro não entendeu ainda o poder que tem, principalmente levando-se em consideração que aqui não existem militares ou milicianos impedindo que nos manifestemos livre e democraticamente. Aliás, pelo contrário, talvez seja esse o comportamento que faça com que nossos militares possam vir a apoiar o povo.

Recentemente questionei sobre o que realmente pode ser feito para ajudar a Venezuela (leia aqui), tratando das limitações que essa ajuda teria. Mas nem eu mesmo me atentei que um dos limites é a própria vontade do povo venezuelano que se faz representar pela coalização opositora.

Quando se trata do país dos outros, podemos até entender o que eles querem, mas precisamos entender também como é que eles querem que aconteça.

Nem tudo que é bom para o Brasil é bom para a Venezuela. E vice-versa.

Penso que faz mais sentido dedicarmos tempo e ação para a encontrar uma solução para o nosso país; e deixar que eles resolvam do seu próprio jeito a bagunça na qual se enfiaram. Aliás, diante do caos que vivem os venezuelanos, eles nem conseguem enxergar que temos problemas, muito menos que podemos ter as soluções para os problemas dele.

A REFORMA POLÍTICA É UMA SOPA DE PEDRA

AH! VOCÊ NÃO SABE O QUE É UMA SOPA DE PEDRA?

Reza a lenda que um morador de uma vila se encontrava ajoelhado diante de um caldeirão sob uma fogueira. Dentro havia apenas água e uma pedra grande.

O primeiro vizinho que viu aquela cena questionou o que fazia ali o rapaz e ele disse solenemente: sopa de pedra. Espantado, o vizinho afirmou que jamais tinha visto uma sopa de pedra, quando o rapaz disse que é muito boa, mas que ficaria melhor se tivesse ali também umas batatas. Motivado pela curiosidade, o vizinho correu e providenciou as batatas.

Estavam, então, os dois ali diante do caldeirão quando um terceiro vizinho se interessou pela cena, repetiu os questionamentos do anterior e recebeu de volta a informação que se além da pedra e das batatas tivessem também umas cenouras, ficaria ainda melhor. E ele se encarregou de ir providenciar as cenouras.

E então outros vizinhos foram chegando, entendendo o que ali acontecia e informados que agregando azeite, sal, cebolas e mandioca a sopa ficaria perfeita. E cada um deu sua contribuição e ficaram ali todos diante do caldeirão, ansiosos pela sopa.

Depois de algum tempo, enfim, o dono do caldeirão informou que a sopa finalmente estava pronta. Mergulhou então uma colher no caldeirão, retirou de dentro a pedra e jogou fora.

Mais curiosos ainda os vizinhos então perguntaram: mas você jogou a pedra fora? E o dono do caldeirão respondeu: tem problema não, a pedra era só para dar um gostinho.

A reforma política brasileira é uma sopa de pedra.

VENEZUELA ÀS VOLTAS COM NICOLÁS MADURO. NÓS COM LULA PODRE.

AMBOS FRUTOS DO MESMO SOCIALISMO DECADENTE E DESTRUIDOR DE SOCIEDADES.

As bravatas de Lula são tão previsíveis que qualquer militante de esquerda seria capaz de pegar um microfone e “ser” Lula. Ele não fala novidades, não faz piadas novas e quando prevê o futuro só o faz ameaçando os adversários e opositores, como quem imagina que ainda pode meter medo em alguém.

A tal caravana por 25 cidades do interior é uma tentativa desesperada de criar factoides que possam sugerir que ele ainda é querido pelo povo, e que a justiça não quer é deixá-lo ser candidato porque ganharia de qualquer opositor. Mas, para que a tal caravana se realize com os filminhos pré-agendados com a militância, ele precisa da escolta dos movimentos sociais.

MST, MTST e outras gangues do gênero não apenas acompanharão Lula. Tal qual logística de guerra, os alcoviteiros lulistas chegarão antes em cada cidade para preparar terreno para a chegada do messias das trevas. A intenção é pura e simplesmente amedrontar qualquer opositor ou movimento nesse sentido, além de identificar almas penadas dispostas e interessadas em sair na foto. E nos filminhos.

Lula queria ter sido o que Maduro é hoje, declaradamente, um ditador. Mas aqui é o Brasil e, felizmente, mesmo com todo o apoio que recebeu durante seus governos, Lula jamais esteve perto disso, e apodreceu antes, sem conseguir deixar sementes capazes de germinar, porque sementes estragadas não brotam, e se ameaçam, não sobrevivem.

Para desconsolo de quem quer um Brasil melhor, talvez Lula não venha a ser preso, porque sua podridão contaminou todos os cantos e recantos institucionais da república. Entretanto, jamais conseguirá usufruir de tudo que roubou, e nem mesmo conseguirá andar pelas ruas novamente sem prescindir dos seguranças e das escoltas feitas pela corja que sobrevive dos fungos que tudo que é podre produz.

Lula não tem mais coragem de apoiar Maduro publicamente, e reza todos os dias para que Maduro pare de falar seu nome em público. E reza mais ainda para que a imprensa divulgue cada vez menos o que Maduro falar. Atrevo-me a dizer que nessa altura do campeonato Lula até torce para que Maduro caia logo. Nem que seja de maduro.

O ponto é que, seja como for, o fim de ambos está sacramentado, e mais dia ou menos dia, os dois serão apenas páginas manchadas nas histórias dos dois países.

E o fato é que todo fruto novo começa verde. Quem sabe oliva?

SER CONTRA MICHEL TEMER NÃO É SER A FAVOR DE LULA

MAS APOIAR TEMER É APOIAR LULA. É SER CONTRA A LAVA-JATO. E A FAVOR DA CORRUPÇÃO

Quem rouba cem é menos ladrão do que quem rouba mil?

Quem mata cem é menos assassino do que quem mata mil?

Entre vários apelidos, Michel Temer é chamado de vampiro. E aproveito o apelido para fazer uma analogia: manter Temer à frente do governo é deixar o vampiro tomando conta do banco de sangue.

Entre os argumentos otimistas usados pelos que defendem a permanência de Michel Temer até 2018, estão os bons resultados da economia. De fato, a economia respira novamente. Quer dizer, mais ou menos. Essa “respiração por aparelhos” já redunda num rombo de 170 Bilhões de reais nas contas do governo. E para financiar esse rombo, aumenta-se impostos ao invés de cortar custos. O povo paga.

Já há uma outra ala que defende com veemência que tirar Temer agora é trazer Lula de volta, uma versão terrorista dos fatos que serve tanto para Temer quanto para Lula, pois mantém o primeiro no poder e o segundo fora da cadeia.

Quando nas gravações do ex-deputado Sérgio Machado o senador Romero Jucá se referia a “estancar a sangria”, ele falava exatamente do que está acontecendo agora. Ou seja, tudo está sendo encaminhado para que a Operação Lava Jato seja estancada e asfixiada pouco a pouco. E a nova Procuradora Geral da República veio para isso.

O atual PGR Rodrigo Janot pode ter cometido diversos pecados, como, por exemplo, sequer ter denunciado Dilma Rousseff e outros do time. Mas não se pode dizer de maneira alguma que durante suas gestões ele apenas protegeu petistas. Se assim fosse João Vaccari Neto e Antônio Palocci, apesar de terem sido presos por Sérgio Moro, certamente já teria saído da cadeia.

Outra questão é que, a despeito dos ataques idiotas de Gilmar Mendes, o Ministério Público depende do STF quando se trata de figurões da república. E os políticos até então molestados pela PGR, o foram com o aval do próprio STF. Além disso, Gilmar Mendes não cita em nenhum momento que os processos contra políticos estão nas gavetas dos diversos ministros do Supremo sem nenhuma ação.

O fato é que Michel Temer é corrupto, tanto quanto Lula e todos os outros. Manter o apoio a ele é manter apoio ao sistema corrupto que aí existe. A própria reforma política apresentada por Vicente Cândido e aprovada em comissão na câmara mostra o quanto os corruptos se esforçam para que as coisas não mudem muito, e que as mudanças sirvam até mesmo para legalizar a corrupção.

Apoiar Temer é apoiar a continuidade disso tudo.

Muito cuidado com os anti-petistas que, bem ou mal-intencionados, insistem que a permanência de Temer é a certeza do não retorno de Lula. Isso não é verdade. Aliás, muito pelo contrário. As ações subterrâneas de Temer, os encontros fora de agenda, em horários estranhos até mesmo para políticos, e em locais como a garagem da residência oficial da presidência da república atestam isso.

As pessoas precisam ter convicções e não predileções. E convicções se formam através dos fatos e não das versões. Por mais poderosa que seja qualquer emissora de TV ou grupo de comunicação, ninguém vai conseguir convencer ninguém de que o vampiro é vegetariano.

Ladrão é ladrão a partir do primeiro real roubado. Assassino é assassino a partir da primeira vida que tira. O resto é conto da carochina.

CINCO MINUTOS PARA FALAR DA CARREIRA DE LINDBERGH FARIAS

A VITÓRIA DE LULA EM 2002 PERMITIU QUE ELE ASPIRASSE POR UMA GRANDE CARREIRA POLÍTICA. E DEU NO QUE DEU.

Não é de hoje que o destempero de Lindbergh Farias causa tumulto e constrangimento ao senado. Até mesmo senadores enrolados em diversas operações da Polícia Federal se sentem constrangidos com o comportamento do ex-cara pintada.

O senador petista/bolivarianista trata o senado federal como se fosse o quintal da sua casa, e trata seus pares não petistas e não adeptos ao lulopetismo como se fossem idiotas e palhaços que estão ali apenas para fazer plateia para seus shows particulares.

Dois terços dos membros do Senado Federal são alvo de algum inquérito no STF ou já respondem como réus a algum processo. Basta ver o ex-presidente da casa Renan Calheiros com 13 processos investigativos. Fora ele, senadores de expressão nacional como Aécio Neves, Romero Jucá, Gleisi Hoffmann e o próprio Lindbergh. Todos por corrupção e recebimento de propina.

As cenas protagonizadas ontem por Lindbergh Farias no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do senado mostraram ao Brasil – e ao mundo – mais uma vez que não se trata de uma pessoa normal, ou que pelo menos não se apresenta em seu estado normal nessas ocasiões.

Por mais de uma vez insinuações sobre o comportamento de Lindbergh levantam suspeitas sobre a forma como age nesses momentos e sobre os motivos que o deixam agressivo, raivoso, beligerante e com as pupilas dilatadas. O senador Ronaldo Caiado, inclusive, já falou isso durante uma sessão plenária.

Lembremos que a carreira do senador Lindbergh começou no movimento dos cara-pintadas que pediu e apoiou o impeachment do então presidente Collor. De lá para cá Lindbergh passou pela prefeitura de Nova Iguaçu deixando um rastro de indícios de corrupção, tendo inclusive sendo condenado. Só que, afinal, estamos no Brasil e nada acontece.

Lindbergh Farias foi protagonista de cenas ridículas durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, sempre a reboque das senadoras Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin e Fátima Bezerra, tendo como companheiro de cena o não menos ridículo Roberto Requião. E assim será até o momento em que o terço de senadores não comprometidos com a justiça tome alguma providência. Ou as urnas em 2018.

É preciso pôr um fim nessa carreira. Nessa e nas outras carreiras que se assemelham em comportamento e comprometimento com corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, recebimento de propinas, roubo de estatais, lavagem de dinheiro…

Se nada fizerem e Lindbergh Farias for reeleito ou eleito para outro cargo nas próximas eleições, a coisa vai cheirar mal. Muito mal.