0

Nós temos um Suprema Corte e um STJ totalmente acovardados?

“Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada” (Lula) - 4/3/2016Não se pode chamar esse ajuntamento de ministros do STF de corte. Aliás, são sinistros, e não ministros, e vou chamá-los assim.

A ministra Cármem Lúcia vem sendo emparedada no granito que cobre as paredes internas do STF, por seus pares, mas não apenas eles. O vai e vem desenvolto de advogados e políticos pelos corredores e gabinetes da corte revela a pressa e a pressão que está sendo exercida em cima de cada um dos sinistros.  E o reflexo disso é a pressão desses em cima da sinistra Cármem Lúcia.

Advogados miliardários conversam às portas fechadas com os sinistros em favor do habeas corpus de Lula. Não querem apenas a suspensão da prisão após condenação em segundo grau (até se contentam se não tiver outra saída), querem a revisão do caso, a absolvição de Lula e o direito de ele concorrer à presidência da república nas próximas eleições.

Políticos sem mandato, gente de menor expressão política, mas com imensa expressão criminosa, também são recebidos pelos sinistros como se nenhum deles estivesse sendo investigado ou no mínimo citado em delações que ainda estão em andamento. Gilberto de Carvalho foi recebido por diversos sinistros do STF.

Qual de nós, meros mortais, seria recebido por um sinistro do Supremo Tribunal Federal? E qual de nós seria recebido para tratar de uma ação da qual não fazemos parte? E qual de nós, se investigado fosse, seria recebido por um sinistro da Suprema Corte para tratar do próprio processo?

Cármem Lúcia resistiu, até então, bravamente. Não pautou o habeas corpus de Lula, não pautou nada que leve à revisão do cumprimento de pena depois de condenação em segunda instância, e, mais importante, não recebeu nenhum político ligado à Lula, nem mesmo a pedido do ex-sinistro e ex-presidente do STF Sepúlveda, cuja consciência só Deus sabe a quem Pertence.

Mas Lula não falou só a frase que dá título a esse artigo. Falou mais. Bem mais.

“Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos o PT e o PCdoB começaram a acordar, um presidente da Câmara fudido, um presidente do Senado fudido, não sei quantos parlamentares ameaçados e fica todo mundo no compasso achando que vai acontecer um milagre. ”

E como o milagre parece que não veio do STF, os mesmos advogados e políticos que tomaram dúzias de cafezinhos com os sinistros da Suprema Corte, correram ao STJ, onde tiveram mais receptividade, mais portas de gabinetes abertas, mais ouvidos para ouvi-los, e ali não importou se fossem políticos com cargos ou sem cargos, investigados ou não investigados, e nem mesmo uma solicitação do peso de um Sepúlveda, cuja consciência só Deus sabe a quem Pertence.

Pois o milagre, ou meio milagre pelo menos, pode acontecer pelas mãos dos também sinistros do STJ. Não é uma Suprema Corte, mas se tem nome de supremo é porque pode fazer lambanças de tamanha envergadura. E o julgamento de outro habeas corpus da defesa de Lula pelo STJ (anterior ao do STF o que, na teoria, impediria que fosse julgado antes do resultado do julgamento do STJ) está marcado para a próxima quinta-feira.

Portanto, a 2 anos, 11 meses e 27 dias depois de Lula dizer que temos “um Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado”, Lula terá um habeas corpus julgado exatamente pelo Superior Tribunal de Justiça que ele chamou de acovardado. E está aí um bom momento para que essa dúvida seja esclarecida.

Estarão presentes ao julgamento o relator Felix Fischer, os sinistros Jorge Mussi, Reynaldo Soares da Fonseca, Joel Ilan Paciomik e Ribeiro Dantas. Como relator da Lava Jato no STF Felix Fischer já deu um bocado de nãos para a defesa de Lula em inúmeras chicanas, ops, quis dizer ocasiões. E Ribeiro Dantas, na verdade Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, foi o juiz delatado por Delcídio do Amaral e Marcelo Odebrecht sobre o compromisso de libertar Marcelo da cadeia. E, mesmo não tendo obtido êxito, Ribeiro Dantas foi o único dos cinco sinistros que votou pela liberdade do príncipe da Odebrecht.

Mas o que é realmente importante nisso tudo não é o STJ, nem mesmo a Suprema Corte. O importante é o que nós, brasileiros, estaremos dispostos a engolir caso Lula consiga ficar em liberdade. A liberdade de Lula, sem nenhuma manifestação popular que rejeite isso, será a nossa condenação como povo inerte e rumo a ver Luis Inácio da Silva com a faixa presidencial no peito garantindo-lhe o foro privilegiado, pois esse assunto também não foi pautado novamente no STF, e muito menos será votado na Câmara dos Deputados enquanto houver intervenção federal no Rio de Janeiro. Como se vê, tudo se encaixando.

Que temos uma Suprema Corte e um Supremo Tribunal de Justiça acovardados nós já sabemos. Agora é a hora de saber até onde vai a covardia do nosso povo.

Emparedados estamos nós.

Leia também

Lula constrange a república e os minitros do STF que deveriam defendê-la dele.

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.