0

Lula agora está nas mãos do STF, onde tudo pode acontecer.

Com todas as pirotecnias de Lula em cima da condenação no processo do Tríplex, inclusive constrangendo o STF, a vida do petista não está fácil. Somando todos os processos a que responde, incluindo esse, Lula responde por:

Lula agora está nas mãos do STF, onde tudo pode acontecer.

obstrução de justiça – 1 vez

corrupção passiva – 4 vezes

lavagem de dinheiro – 5 vezes

tráfico de influência – 2 vezes

participação em organização criminosa – 2 vezes

venda de uma medida provisória, em 2009 – 1 vez

Enquanto Cristiano Zanin, Lula e os petistas tentam fazer a população ficar focada apenas no caso do tríplex, vou me ater a parte de uma frase da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, dita no julgamento do mensalão, quando disse o seguinte sobre caixa dois:

Caixa dois é crime; caixa dois é uma agressão à sociedade brasileira; caixa dois compromete, mesmo que tivesse sido isso, ou só isso; e isso não é só; e isso não é pouco!

Agora Lula está nas mãos dos “sinistros” do STF, que vêm constrangendo a presidente da casa para que ela paute novamente o tema da execução de pena após condenação em segunda instância. E mais do que o constrangimento, e com a ajuda e companhia do “sinistro” Ricardo Lewandowski, senadoras do PT adentraram o gabinete da presidente do Supremo, que se viu coagida a recebê-las para tratar do habeas corpus de Lula.

Declarações de outros “sinistros” do STF à imprensa, têm como objetivo colocar Cármen Lúcia contra a parede, que mesmo assim vem resistindo bravamente, sabendo que, mais cedo ou mais tarde, algum de seus pares trará esse assunto para uma sessão da corte de modo que não se possa fugir ao assunto

 

Como temos visto em sucessivas sessões do STF, a Constituição Federal vem sendo interpretada ou fatiada de acordo com o bandido do dia, e isso varia do “sinistro” que está relatando ou votando, e do político ou partido em questão. Mas há gosto para todos. Temer, Renan, Aécio, Lula, Dilma, Jucá, Sarney, todos tem um “sinistro” do STF para chamar de seu.

A realidade dos fatos, no entanto, aponta que os 5 a 0 no STJ, os 3 a 0 no TRF4 com agravo da pena, e a condenação dada por Moro, não valerão de nada se o STF continuar a trabalhar para proteger corruptos, atacar os que combatem a corrupção e aplicar as leis conforme a conveniência de quem julga e de quem é julgado.

Em resumo, se o início da execução da pena após condenação em segunda instância não for revogada, e se o habeas corpus não for julgado antes do julgamento dos embargos declaratórios da defesa de Lula no TRF4, Lula poderá ser preso.

Mas, se Lula vier a ser preso, o STF fatalmente o soltará, ou em decisão monocrática, ou pela segunda turma, que é quem julga os casos relacionados à Lava Jato e quem tem Gilmar Mendes, Dias Tóffoli, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Edson Fachin como integrantes.

E aqui, recorro mais uma vez à resposta dada por José Nêumanne Pinto ao “sinistro” Marco Aurélio Mello durante o programa Roda Viva, da TV Cultura, quando este perguntou se o jornalista não confiava na “sua suprema corte”, cuja resposta segue no curtíssimo vídeo abaixo, e cujas palavras assino embaixo.

 

Leia Também

Candidatos e anti-candidatos. Cuidado com cheque em branco.

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.