0

RENAN CALHEIROS É UM MILAGRE OU FAZEM MILAGRES POR RENAN CALHEIROS?

A RESPOSTA NA VERDADE POUCO IMPORTA. O FATO É QUE ELE ESTÁ LIVRE, LEVE E SOLTO MESMO COM 18 INQUÉRITOS NAS COSTAS.

A famosa carta que denegria a trajetória política de Renan Calheiros, e que teria sido escrita por Tereza Collor, revelou-se uma mentira. A viúva de Pedro Collor desmentiu a autoria, fazendo da carta além de falsa, anônima. Mas é muito difícil que se consiga desmentir o caminho escolhido por Renan para sua carreira política, o que faz do autor anônimo pelo menos uma pessoa bem informada.

Na última sexta-feira foi aberto o 18° inquérito contra Renan Calheiros. Vou até escrever por extenso para não ficar dúvidas: décimo oitavo inquérito. E no popular também: Renan está respondendo a 18 inquéritos no STF. DEZOITO. Só é réu em um. E pelo que tecnicamente poderia ser encarado como o menor de todos, ainda que envolva corrupção.

Corrupção, lavagem de dinheiro, peculato, improbidade administrativa, formação de quadrilha, desvio de dinheiro público, crime ambiental, pagamento de suborno, recebimento de suborno e propina. Até então escapou da denúncia por obstrução de justiça pela delação inconclusiva de Sérgio Machado, e mal denunciada pela PGR.

Petrobrás, Transpetro, Belo Monte, Eletronuclear, Fundos de Pensão.

Mesmo que pairem tantas dúvidas sobre as ações e o caráter de Rodrigo Janot, o cara tem que ser maluco para fazer tantas denúncias, por tantos crimes diferentes contra a mesma pessoa. E os ministros do STF mais malucos ainda por abrir tantos inquéritos contra um senador se não há nenhum indício real contra ele, como ele sempre afirma em curtas entrevistas e pela sua assessoria de imprensa.

E então chegamos na parte que fala do milagre. Como é que um senador da república, delatado por tantos delatores, diante de tantas evidências de crimes, com tantas denúncias oferecidas, com tantos inquéritos abertos – 18, não custa lembrar – continua à frente do cargo, continua a participar da elaboração de leis, da votação de leis, da indicação de ocupantes para cargos públicos?

Quanto mais processos chegarem ao STF contra os políticos, mais será a certeza da impunidade. Segundo reportagem do Correio Braziliense de 02/12/2016, uma ação leva a média de 617 dias para ser julgada no Supremo. E o único inquérito no qual ele já é réu levou 1406 dias para ser julgado, ou seja, mais do que o dobro da média. E ainda assim os magistrados rejeitaram o crime de falsidade ideológica.

Renan Calheiros tornou-se aliado de Lula, outro multi-investigado, já réu em cinco processos e condenado em Primeira Instância em um deles, além de outros inquéritos.

Renan é amigo de Jucá, Sarney, Valdir Raupp, Temer, Moreira Franco, Padilha, Eduardo Cunha.

Enquanto ainda presidente do senado, na ocasião do impeachment de Dilma, além de quebrar o regimento da casa ao encaminhar o voto, rasgou a constituição juntamente com o ministro do STF Ricardo Lewandowski ao preservarem os direitos políticos de Dilma Rousseff, quando a lei diz claramente “cassação do mandato com perda dos direitos políticos”. Não há “ou”, nem “e/ou”. Está escrito “com”.

A única lei apresentada nessa legislatura foi o requerimento de urgência para votação da alteração da Lei anticorrupção. Esse é o nome bonito da coisa. O nome mesmo é Lei de Abuso de Autoridade, curiosamente relatada por outro senador encrenqueiro e encrencado de nome Roberto Requião.

Alagoas há de erguer uma estátua para Renan Calheiros, algo vultoso, que iguale a estátua de Padre Cícero em tamanho e quantidade de romeiros. E não farão isso pelo que Renan fez por Alagoas, até porque, de verdade, nada fez. Mas pela capacidade de produzir milagres para si mesmo e para os que o cercam e devotam fidelidade.

Eu não acredito em milagres, muito menos dessa natureza. O nome pode ser corporativismo, operação abafa, turma do deixa disso, mas jamais milagre. E do jeito que as coisas tem caminhado, quem está precisando de milagre é o povo brasileiro, que se mostra incapaz de produzir um e não conta com ninguém no executivo, legislativo e no STF que o faça por ele.

E como temos acompanhado, até os milagres da Primeira Instância tem se revelado incapazes de produzir os efeitos esperados, recebendo interferências e sabotagens de quem só gosta de fazer milagres para os seus.

A propósito, na foto eles não estão rindo para você. É de você mesmo.

 

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.