0

Políticos também recebem auxílio-moradia. E outros privilégios. E ainda roubam.

Juízes recebem auxílio-moradia. E outros privilégios. Mas prendem os políticos que roubam. Portanto, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Não existe maneira mais clara de entender a questão do que essa.

Ficar indignado com o auxílio-moradia dos juízes e procuradores é como estar atolado na merda até o pescoço e só se incomodar com o cheiro.

Da mesma maneira que o PT trabalhou com sucesso para nivelar todos os políticos por baixo, está tentando fazer isso com juízes e procuradores que ganham auxílio-moradia e outros privilégios sejam nivelados pela mesma régua.

Por que nenhum deputado ou senador se preocupou antes com o auxílio-moradia dos juízes?

Políticos também recebem auxílio-moradia. E outros privilégios. E ainda roubamLula é um cidadão comum, condenado com sentença em primeira instância e com recurso negado e sentença ampliada em segunda instância por unanimidade.

Lamento profundamente que dezenas de outros políticos ainda não tenham sido, e os que forem, quando forem, que tenham o mesmo destino. A questão é que Lula foi, e já foi tarde.

Concentrar a artilharia contra a justiça e o ministério público não quer apenas disfarçar a condenação de Lula, mas tentar tornar ilegítimos para suas funções os juízes e procuradores que ainda deverão condenar Lula outras vezes. São ataques reativos à primeira condenação e preventivos contas as outras que virão. E não apenas dele. Outros petistas deverão encontrar o mesmo destino.

Então, vamos deixar claro mais uma vez o que é mais importante nesse fogo cerrado em cima da justiça.

Receber auxílio-moradia não é ilegal. É imoral, mas não é ilegal. E é uma imoral decisão liminar do ministro Fux, do STF, portanto um privilégio imoral amparado pela decisão vinda do Supremo Tribunal Federal.

Roubar os cofres públicos é ilegal e imoral. Nenhuma corte judicial de nenhum país decente no mundo pode transformar crime em legalidade. Pode-se até absolver réus por conveniências políticas, mas nem isso fará com que corrupção se torne legal ou moral.

Qualquer coisa fora desses parâmetros é subversão da lei e da ordem, além de clara subestimação da inteligência das pessoas.

O debate sobre a imoralidade do auxílio-moradia é justo, mas não é oportuno e nem verdadeiro, porque essa bandeira está sendo levantada por quem também recebe o mesmo auxílio-moradia e outras tantas imoralidades privilegiadas que nem procuradores, nem juízes recebem. E ainda roubam bilhões de reais dos cofres públicos.

Que o assunto seja debatido. Contudo, que atinja todos os beneficiários das imoralidades nos três poderes, e não apenas no judiciário.

Mais imoral do que auxílio-moradia é ver diariamente deputados e senadores legislando em causa própria. Ver juízes do Supremo Tribunal Federal dando às leis interpretações convenientes aos bandidos do dia, recebendo patrocínio de empresas escandalosamente envolvidas com corrupção, sendo flagrado em interceptações telefônicas autorizadas conversando com investigados, rasgando a constituição diuturnamente a favor de políticos e bandidos.

O Brasil é imoral, e está cada dia mais ilegal.

Temos que manter o foco primeiro no que é ilegal. Tratemos das imoralidades ser dar a elas mais atenção do que elas merecem no momento.

Leia também

Vem aí o suicídio coletivo do Supremo Tribunal Federal

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.