0

Palocci pode calar muita gente. Está na hora de sabermos o que ele falou.

Palocci pode calar muita gente. Está na hora de sabermos o que ele falou.O Ministério Público Federal não quis fazer acordo com de Antônio Palocci. Rejeitaram o conhecimento de alguém que viveu nas profundezas do lulopetismo, sendo linha de frente desde o início do PT, além de ter sido fundamental para que a corrupção chegasse à profundidade que chegou.

Acontece, a Polícia Federal, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal a fechar acordos de delação premiada, se interessou pelo que o “língua presa” tinha para falar. E fechou uma delação com ele. Consta que a delação tem 28 anexos. Só o primeiro deles veio a público, pouco antes de eleição, quando Sérgio Moro anexou esse capítulo da sujeira ao processo de Lula sobre o terreno que a Odebrecht comprou para o Instituto Lula e sobre a cobertura vizinha ao seu apartamento em São Bernardo.

Para isso, antes, teve todo o processo de demora na homologação da delação de Palocci para o TRF4, outra novela. O Desembargador Gebran Neto, relator da Lava Jato na 8ª Turma do TRF4, demorou uma eternidade para homologar. Cumpriu rigorosamente todos os pré-requisitos, validou todas as provas apresentadas por Palocci à Polícia Federal, deu vistas ao MPF, depois pediu o parecer do MPF sobre a validação das provas e, por fim, homologou, em 22 de junho de 2018, portanto há 4 meses atrás.

A eleição acabou, o PT perdeu, Lula perdeu dobrado. Já não há mais motivos para manterem sob sigilo a delação de Palocci. Aliás, não há mais motivo para manter sob sigilo da delação de ninguém. Marcos Valério é outro que também fechou delação com a Polícia Federal e que já teve mesma homologada pelo ministro Celso de Mello, do STF. Mais um sigilo que precisa cair para que, finalmente, possamos saber os detalhes sórdidos da quadrilha comandada pelo maior bandido que já passou por esse país.

Não há mais justificativa para a manutenção desses segredos. Mas há muitas justificativas para que eles sejam revelados, um deles é dar um choque de realidade na gangue petista que ainda ocupa cargos no Congresso Nacional e que se sustenta em mentiras que as delações de Palocci e Marcos Valério podem desmentir, além de revelar fatos e nomes que esclareçam culpas e responsabilidades.

Mais do que isso, a delação de Palocci ajudará a pôr fim numa insurgência absurda e burra que o PT pretende comandar para criar um clima de desordem e desobediência que podem levar o país a um conflito que só mesmo a eles interessa. O PT quer transformar-se em vítima da legítima vitória de Jair Bolsonaro, tentando colocar o país contra o presidente eleito que só tomará posse daqui a dois meses. E é nesse período que eles pretendem afrontar o Brasil, as instituições e o povo que deu ao Capitão 57 milhões de votos.

O Brasil precisa e merece saber o conteúdo da delação de Antônio Palocci. Só assim muita gente ficará definitivamente calada, especialmente Lula e seus petistas amestrados.

Você pode gostar de ler também

Sérgio Moro no Ministério da Justiça será um “Sérgio Morto”. Não aceite.

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.