0

O juiz Sérgio Moro será julgado pelo TRF4 no próximo dia 24 de janeiro

O juiz Sérgio Moro será julgado pelo TRF4 no próximo dia 24 de janeiroSérgio Moro condenou Lula a 9 anos e meio de cadeia. Isso é um fato juridicamente indiscutível e discutível apenas para quem acha que pode ganhar no grito e fazer com que outros acreditem o contrário.

Se Lula não tivesse sido condenado por Sérgio Moro não haveria nenhum julgamento de nada no TRF4. É simples assim. Só haverá julgamento no dia 24 de janeiro porque a defesa de Lula entrou com um recurso pela anulação da condenação que ele sofreu. Vale a pena reforçar isso. Só haverá julgamento porque Lula foi condenado. Se tivesse sido absolvido não iram fazer julgamento de nada.

Portanto, que vai a julgamento dia 24 de janeiro não é Lula, e sim a sentença dada por Sérgio Moro, o que, em tese, coloca sob julgamento sua conduta à frente da 10ª Vara de Curitiba e a qualidade do julgamento do processo que envolveu o, agora, condenado.

A esquerda tenta desesperadamente fazer “pegar” a ideia de que Lula não é condenado porque só existe condenação após transito em julgado, o que significa a confirmação de uma condenação por um órgão colegiado, ou, mais simples ainda, um tribunal que tenha mais de um juiz avaliando o caso. E isso é só mais uma das tantas mentiras que os lulistas utilizam para confundir quem não entende do assunto.

Sérgio Moro condenou Lula. E o TRF4 deverá confirmar esse entendimento do juiz de Curitiba, podendo inclusive aumentar a pena, já que muitas penas impostas a outros réus foram aumentadas consideravelmente.

Todas as manifestações de apoio a Lula, que nem estará em Porto Alegre, visam única e exclusivamente criar um fato político de relevância que transforme a manutenção da condenação de Lula na eclosão de um conflito social e civil cujas consequências não se pode prever.

Pessoalmente, acredito na tese de uma fuga de Lula associada a um pedido de asilo político com a alegação de ser um político perseguido pela justiça que o condenou sem provas e o fez para que ele não dispute as eleições de 2018. Mentiras que nem eles acreditam que colem, mas que seriam, digamos, uma saída menos desonrosa para quem já teve mais de 80% de aprovação.

Mas muito além disso tudo, o julgamento do recurso de Lula pelo TRF4 é o só o começo. Lula deverá sofrer mais duas condenações antes das eleições, uma também por Sérgio Moro e outra pelo juiz Valisney de Brasília.

A única salvação para Lula será a o STF mudar o entendimento de que condenados em segunda instância devem ser presos para início do cumprimento da pena, e nessa condição, de presos, recorrerem em outras instâncias. E o assunto será forçado no STF, por Marco Aurélio Mello, que relata ação nesse sentido, e por Gilmar Mendes, cujo voto, se mudar, permitirá que condenados possam recorrer até a última instância antes da prisão.

Gilmar Mendes chama isso de presunção de inocência, eu prefiro chamar de perpetuação da indecência.

Não percamos o foco. Não deixemos que a mentira se alastre. Conteste e reafirme: o condenado Lula terá um recurso julgado pelo TRF4, que pode até anular a sentença dada por Sérgio Moro. Mas é como condenado que o julgamento do recurso será feito. E tenho convicção de que é como condenado que ele permanecerá após o recurso. Quiçá com a pena bem aumentada.

Leia também

Podem se preparar. Lula, condenado pelo TRF4, vai fugir do Brasil

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.