0

Michel Temer conseguiu a façanha de ser uma figura pior que Dilma

Michel Temer conseguiu a façanha de ser uma figura pior que DilmaMichel Temer não sumiu da mídia, mas o fato é que ninguém se importa com ele. A grande mídia noticia diariamente porque ele é o presidente da república e não pela importância do personagem em si. Mas ninguém confia nele, ninguém acredita nele e só mesmo o setor econômico realmente se incomoda realmente porque, afinal é ele que está com a caneta na mão.

O presidente da república está se borrando de medo. Apesar das sucessivas boas novas, tirando a economia, nada mais dá certo. Os encontros fora de agenda já não fazem mais diferença porque os convidados são os larápios de sempre, como disse ele sobre Joesley Batista, são bandidos notórios e o povo brasileiro sabe bem o que bandidos fazem quando se encontram as escondidas.

Todos os golpes urdidos sob o comando de Michel Temer fracassaram fragorosamente. Os únicos que deram certo, ao custo de bilhões de reais do contribuinte, foram os dois arquivamentos das denúncias contra ele pela Câmara dos Deputados. Mas é quase certo que, na antessala do processo eleitoral, uma provável terceira denúncia será difícil de segurar, não importa quantos bilhões tenha disponíveis. Atentos ao momento do povo, os candidatos sabem que Temer é uma âncora e não um balão.

A boa relação de Michel Temer com o Congresso Nacional já não é assim tão boa e a relação é, de verdade, meramente comercial. A reforma da previdência foi um exemplo claro de que deputados e senadores estão mais preocupados com as impopularidades vindas do Planalto do que com o futuro do país. A reforma da previdência é um tema a ser enfrentado por qualquer presidente que tenha o mínimo de responsabilidade.

Mas, Temer não tem “caixa” para isso, e a reforma proposta por ele também só reforma a situação do trabalhador comum, aquele que ainda se orgulha de ter carteira assinada e não consegue entender que isso é um cabresto e não uma lista de direitos. Categorias e benesses destinadas a poucos continuam imutáveis nessa proposta. Só trouxa toparia votá-la.Michel Temer conseguiu a façanha de ser uma figura pior que Dilma

Por outro lado, no que diz respeito ao combate à Lava Jato, todo e qualquer projeto é bem vindo, seja por Projeto de Lei, Proposta de Emenda Constitucional ou via Medida Provisória, aliás, um câncer a ser debelado da constituição brasileira. A prerrogativa de legislar por Medida Provisória é uma anomalia que perpassa não apenas o poder legislativo como também o poder judiciário. Medida Provisória é um nível de empoderamento comparado ao de um ditador ou um regime de exceção como foi no regime militar. Quando editado, em 1968, o AI5 não deixou de ser uma espécie de Medida Provisória, uma canetada de Costa e Silva que virou lei antes da tinta secar no papel.

O presidente Michel Temer é um homem em desespero. Seus melhores amigos foram pegos pela justiça, prestaram depoimento, foram indiciados e se tornaram réus. Ele, Temer, só não foi porque tem foro privilegiado, assim como Eliseu Padilha e Moreira Franco, seus braços direito e esquerdo. E não foi à toa que ele disse em Lima, onde foi fingir que é um governante bem sucedido, que o fim do foro privilegiado é uma decisão que deve ser deixada para o Congresso e não decidida pelo STF.

Pelo lado do STF, a ministra Cármen Lúcia já pautou a matéria que já tem placar vencedor de 7 a 1 antes mesmo do cretino pedido de vistas de Dias Tóffoli. A fala de Michel Temer, portanto, é apenas uma tentativa de deslegitimar a decisão que o Supremo dará ao assunto no dia 2 de maio próximo, a menos que algum outro ministro cretino peça novamente vistas para deixar o processo engavetado novamente. Temer conta com Gilmar Mendes para arquitetar isso, assim como conta com a intervenção no Rio de Janeiro, que, por lei, proíbe o congresso de votar Propostas de Emenda à Constituição. Nada a duvidar. E nada é por acaso.

Michel Temer conseguiu a façanha de ser uma figura pior que DilmaOutra fala de Michel Temer em Lima e que merece e oferece boas interpretações foi quando ele disse que “não há espaço para alternativas não democráticas na região (América do Sul). Não se sabe se isso realmente disse respeito à situação na Venezuela ou se foi um recado velado à crescente movimentação na caserna, com declarações duras de generais da reserva falando abertamente em intervenção militar.

Nem Dilma Rousseff conseguiu isso tudo. Nem o bom da economia, nem o caos iminente da desintegração dos três poderes da república. Dilma era uma corrupta disfarçada de burra, Temer não consegue disfarçar o corrupto que é, e que se dane a economia e os que o defendem apenas em função dela. Mas, nem assim, ouso fazer coro aos que chamaram Temer de golpista, pois ainda que tenha sido golpe, foi um degrau importante a ser superado até mesmo para que ele, Temer, estivesse nessa sinuca de bico que se encontra hoje.

A Procuradoria Geral da República deverá apresentar nova denúncia contra Michel Temer. O ritual será o mesmo das outras duas, recebimento pelo STF e encaminhamento de pedido para a Câmara dos Deputados para investigar o presidente da república. A diferença, dessa vez, é que, provavelmente, o próprio STF terá derrubado o foro privilegiado, e nesse caso, nem a Câmara poderá salvar o presidente da justiça. Quem sabe assim, uma vez na vida, os bilhões que costumam comprar deputados e senadores sejam destinados para a educação, saúde, trabalho, segurança pública…

Deve ser duro olhar no espelho e saber que conseguiu ser pior que a Dilma.Michel Temer conseguiu a façanha de ser uma figura pior que Dilma

P.S. – A não citação da pesquisa Datafolha tem dois motivos: a) a pesquisa Datafolha não significa nada; b) Michel Temer continua não significando nada na corrida eleitoral. Qualquer comentário mais profundo a respeito do assunto seria falar sobre dois nadas. E tem que ser criativo demais para conseguir ser profundo falando do nada, não é mesmo?

Você pode gostar de ler também

Lula preso há uma semana e só quem teve convulsão foi a política

No Ponto Do Fato