0

MICHEL TEMER ESTÁ ACABANDO COM A POLÍCIA FEDERAL. E NÓS CONTINUAMOS SÓ ASSISTINDO.

MINISTRO DA JUSTIÇA AVISA QUE A POLÍCIA FEDERAL NÃO TERÁ RECURSO PARA TODAS AS OPERAÇÕES

Em mais uma aparição digna de quem só conseguiu ser portador de más notícias para nós, povo, e boas notícias para eles, políticos, o Ministro da Justiça Torquato Jardim, num arroubo de ética e transparência, informou que a Polícia Federal NÃO TERÁ MAIS DO QUE OS 70 MILHÕES POR MÊS que o atual orçamento permite. Isso significa que as operações da PF deverão ser seletivas e com amplitude menor.http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ministro-da-justica-nega-esvaziamento-da-operacao-lava-jato,70001909234

Em meados de fevereiro, quando foi noticiado que Temer havia cortado 40% do orçamento da PF para este ano, vários lados saíram em defesa do presidente, inclusive delegados da própria PF. Até quem noticiou chegou a ser atacado por quem defendeu a mentira. E nada mais era do que mais uma mentira.

Com Torquato Jardim nada floresceu. Ele não faz jus ao sobrenome que tem. O nome correto e apropriado seria Torquato Cemitério, o que se comprova a cada movimento subterrâneo ou declaração estapafúrdia à imprensa. Ele foi pinçado do Ministério da Transparência para enterrar a Lava Jato, e usa para isso o que seus antecessores não tiveram coragem de usar, a caneta do presidente.

Com medidas de corte de investimentos, em poucos meses ele já causou mais estragos ao combate à corrupção do que José Eduardo Cardozo em anos à frente do mesmo ministério. E olha que ele tentou exaustivamente. Mas não usou a caneta de Dilma com tanto desperdício de tinta como faz Torquato Cemitério.

Não faz sentido que falte dinheiro para a Polícia Federal trabalhar.

Não existe explicação que possa ser lógica, razoável, justa, indicada, procedente, adequada, recomendada…

O que existe é a mais cristalina demonstração da intervenção direta do governo federal no processo de combate à corrupção.

Michel Temer interfere no processo de combate à corrupção como Dilma não fez, ou não conseguiu fazer. E faz isso com essa cara de pau toda por um único motivo: nós continuamos só assistindo.

 

No Ponto Do Fato