0

Lula não quer os assessores, só quer fazer barulho com isso

A defesa de Lula pediu a revogação da liminar do juiz federal de Campinas, Haroldo Nader, que cassou as mordomias do condenado hospedado na sede da Polícia Federal – e vamos falar sério, Lula está preso com tratamento de hóspede e não como condenado que é.

Lula não quer os assessores, só quer fazer barulho com issoA liminar do juiz Neder cassou os dois carros com motoristas, os quatro seguranças e os dois assessores que a lei garante a ex-presidentes da república, com o singelo e genuíno argumento de que “preso e sob custódia permanente do Estado, o ex-presidente está sob proteção da Polícia Federal. Algo que torna mais seguro do que se estivesse em liberdade, sob proteção dos seguranças”. E disse também que considera ”absolutamente desnecessária a disponibilidade de dois veículos, com motoristas, a quem tem direito de locomoção restrito ao prédio público”, no caso o prédio da PF onde está encarcerado.

Parece até que ele leu minha postagem no Twitter.

Aqueles advogados de sempre anotam na petição que “a manutenção dessa decisão coloca em risco a dignidade e a própria subsistência do ora agravante [Lula], já que ficará ele privado, no mais difícil momento de sua vida – privado de sua liberdade por uma decisão injusta e arbitrária – de receber auxílio de pessoas que com ele convivem de longa data e conhecem suas necessidades pessoais”.

Para tudo e vamos ao que é real, se for real mesmo.

O que Lula e sua defesa não querem é perder essas regalias. E não por elas, mas pelo que elas representam à imagem de Lula. O medo de Lula é que deixar que carros, seguranças e assessores simplesmente sumam sem chiar vai parecer conformismo e ainda por cima dar mais munição para quem gostar de “chutar cachorro morto”. É só isso.

Lula não precisa de assessores na cadeia, além disso tem cinco filhos que podem cuidar do patrimônio da família, das necessidades do pai, incluindo aí levar remédios e roupas nas visitinhas semanais. O povo brasileiro não tem que pagar isso. Fosse ele um civil limpo e esse assunto nem seria discutido. Mas é preciso discutir também o que se paga a ex-presidentes, especialmente os presos e depostos, rumo provável e desejável para pelo menos mais dois.

A única coisa colocada em risco nessa questão é a subsistência de uma farsa, que depende de penduricalhos e factoides para sobreviver. De resto, graças ao sistema carcerário brasileiro, gerido por Lula e Dilma por 13 anos e meio, o estado dará tudo o que o condenado precisa, como dá a todos os outros presos que não costumam gozar do benefício de ter pedidos de habeas corpus votados no plenário na frente de outros 5 mil.

O que a defesa de Lula continua fazendo é criar factoides que reforcem na cabeça (ou na falta de cabeça) das pessoas que tudo o que envolve o atual hóspede da PF em Curitiba faz parte de uma trama super-mega-ultra arquitetada para que ele não seja candidato em 2018. E continuam a fazer isso mesmo sabendo que ninguém acredita em mais nada do que eles falam.

Não houve convulsão social. Só quem entrou em convulsão foi a política e a justiça dos tribunais superiores. Exceto os fanáticos lulopetistas, e até mesmo entre eles, a prisão de Lula é um fato consumado e as histórias que os petistas e a esquerda continuam a inventar já não encontram mais a ressonância de antigamente. Nem o acampamento em Curitiba resistiu, começou com 500 e terminou com menos de 50. O calor humano de Lula não é mais páreo nem para o frio de Curitiba.

Eles tentaram tudo, e continuam tentando. Mas, de fato, Lula é só um político preso mesmo. A farsa do preso político é insustentável.

Lula que se contente com os acessórios e direitos que o estado vai lhe fornecer quando for devidamente encaminhado para um presídio comum, como preso comum que é. E entre eles, com certeza, não há 2 carros com motorista, 4 seguranças e 2 assessores. Mas não faltarão oportunidades para fazer novos amigos e rever amigos antigos. Aposto até que o apelido dele na penitenciária será presidente, regalia que nenhum juiz vai conseguir tirar.

Você pode gostar de ler também

Pedofilia não começa na internet. É a sociedade que está doente.

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.