0

Lula fez que não viu o fim da linha. Agora vai conhecer o fim da estrada.

Lula fez que não viu o fim da linha. Agora vai conhecer o fim da estrada.Lula, sempre ele. Para quem gosta de falar sobre política, obviamente Lula é motivo diário de inspiração. Mas por outro lado também enche o saco, desvia o foco de outros temas também ou mais interessantes. Só que a semana é decisiva, e vamos lá novamente.

O desprezo à sentença de nove anos e meio de cadeia sapecada por Sérgio Moro era inevitável. Lula e sua trupe de pagadores de micos amestrados não se dariam por mortos naquele momento e contavam apenas com o tempo, mais especificamente ganhar tempo. Os trocentos zilhões de recursos choramingados pela defesa de Lula serviram para ganhar tempo, o máximo possível. Cinco dias aqui, quinze ali, dez de vez em quando. Mas eles sabiam que ali era o fim da linha.

Voluntariosos e cúmplices, os dignos representantes do meliante perante a lei, encarteirados pela OAB, partiram definitivamente para o ataque direto a todas as instituições ligadas a justiça, denunciando um golpe contra o Estado de Direito, e, acima de tudo, contra o direito de Lula ser candidato à presidência da república. Não colou. E pode Jesus assinar o manifesto a favor de Lula, não vai colar. Ele perdoa, mas a sociedade brasileira não parece disposta a tal sacrifício.

Porto Alegre é o fim da estrada. Não tem mais chão para continuar. Ou pula ou volta para trás, e, no caso dele, voltar para trás envolve grades no processo.

Por que os políticos não querem que Lula seja preso? Cada um tem seu motivo particular para isso, mas, em comum na maioria medo de ser preso.

Mas por que a prisão de Lula implicaria na prisão de outros tantos que tem seus processos independentes do processo dele, aliás a maioria, por que?

Porque se Lula for preso ele vai entregar todo mundo. E certamente ele já avisou isso para todo mundo que devia e isso fez com que chãos tremessem no solo de todos os poderes. E ele vai fazer isso em troca de nada, porque como chefe de quadrilha os benefícios para a pena dele, apesar da idade, seriam mínimos. Se não salvarem Lula da cadeia ele vai entregar todo mundo. Ele vai fazer isso para não ser preso sozinho. Não tem o espírito de Vaccari ou de Zé Dirceu. É X9 mesmo.

Acredito que a sentença dada por Sérgio Moro será referendada pelo TRF4 e talvez até ampliada. Mas todo o impossível e improvável deve ser considerado, incluindo a hipótese de trocar um crime por outro a fim de reduzir pena que garanta recorrer em liberdade, mas o incluiria na lei da Ficha Limpa e sua candidatura mais cedo ou mais tarde será cassada pelo TSE, antes das eleições.

Enquanto a justiça cuida de desembargar embargos, o PT colará de vice um nome forte de esquerda, e fará de tudo para que a cassação da candidatura de Lula só aconteça quando não der mais tempo de tirar a foto dele das urnas eletrônicas, então substituem o candidato cabeça de chapa e ele recebe os votos em nome do anterior, no caso, Lula. Vai aparecer a fotinho dele nas urnas.

A cassação da candidatura de Lula tem que ser imediata à confirmação da pena pela segunda instância. Lula sairá do TRF4 com o diploma de condenado em segundo grau, por órgão colegiado. E não há realidade diferente disso.

A defesa de Lula e a esquerda órfã de um bandido para chamar de seu vai espernear e apelar até o inferno se for necessário. O Brasil tem que se preparar para o que vem por aí. A esquerda brasileira está dando a maior demonstração de autoritarismo jamais visto antes na história desse país. Nem os militares afrontaram tanto a justiça como fazem esses fanáticos seguidores de encantador de asnos. Que o Brasil se prepare para a demonstração de “madurismo” que vem por aí.

A sentença do TRF4 será a senha para quem acredita – acredite, acreditam mesmo – que o Brasil pode ser tomado por milícias armadas que respondem pelo nome de movimentos sociais, mas que não pequenos exércitos formados por idiotas úteis e que ficam com o pão com mortadela dada por gente acostumada a viver de dinheiro público e da expropriação violenta da propriedade alheia.

E será a senha também para nós, brasileiros indignados com tudo o que está aí, mas anestesiados sabe-se lá por quê. Não importa o resultado do julgamento de quarta-feira, o empenho para conseguir higienizar a política tem que continuar, aumentar. O fim da estrada de Lula é agora. Mas o político tem data marcada para conhecer mais de perto a nova justiça brasileira. Sete de outubro acaba a estrada deles também.

Por via das dúvidas, dê o que der, mantenho a sugestão que dei aos desembargadores em outro artigo, tomem os passaportes dele. É uma questão de moral, de justiça, mesmo que seja insuficiente para impedir uma fuga. O Brasil precisa saber que a justiça pode funcionar para qualquer um.

Leia também

LULA PROCURA A LUZ NO FIM DO TÚNEL. PALOCCI ENXERGOU O FIM DA LINHA.

 

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.