0

Luciano Huck não vai de táxi, vai de jatinho mesmo

Luciano Huck não vai de táxi, vai de jatinho mesmoLuciano Huck fora da tela da Globo é um cidadão comum, como queremos que todo mundo seja tratado nesse mundo, e com isso tem o direito de pleitear se candidatar ao cargo que quiser, como qualquer cidadão comum (não condenado em segunda instância) pode. Mas isso basta para ser presidente do Brasil?

Jair Bolsonaro é permanentemente confrontado com a alegação de que ele não saberia governar porque não entende e economia, saúde, educação, infraestrutura, e que vive fixado na questão da segurança. Luciano Huck está preparado para ser presidente? Uma coisa é você arrumar patrocinadores que topem bancar a reforma da casa ou do carro de alguém. Governar um país é uma coisa completamente diferente.

O que credencia Luciano Huck? O programa soletrando? O Lata Velha? Lar Doce Lar? Ao Mestre com carinho? Herói por um dia? Árvore dos desejos? Um por todos, todos por um? Vamos inventar?

Luciano Huck é um produto de marketing, um negócio que gera dinheiro com o uso do seu nome. Faz propaganda de faculdade, de escola, de financeira, de banco, automóveis, loja de móveis, construtora, cartão de crédito, telefonia móvel, complexo vitamínico, detergente… e, sejamos sinceros, qualquer coisa que pague o seu vultuoso cachê. E é daí que vem o dinheiro dele. Dos cachês. E é com essa grana que ele investe em projetos de outras pessoas, muitas vezes usando seu nome para alavancar o negócio.

É isso que queremos para um presidente da república? Um caixeiro televisivo que vende qualquer coisa? Que usa sua imagem para explorar a boa fé das pessoas, induzindo-as a abrir conta, pegar dinheiro emprestado, usar cartão de crédito, pouco se importando os juros estratosféricos que pagarão. E Luciano Huck não faz propaganda direcionada aos ricos, nem mesmo para a classe média. A classe que se deixa influenciar por celebridades é a classe baixa.

O apresentador de televisão Luciano Huck é amigo de Aécio Neves, FHC, Lula, Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, Eike Batista, Joesley Batista, George Soros, e de Dilma, que lhe concedeu um empréstimo de 17,7 milhões de reais para comprar um jatinho, com dinheiro do BNDES, com juros de 3% ao ano, enquanto os caros telespectadores pagam juros extorsivos, que em novembro de 2017 eram de 338% ao ano.

Não. Luciano Huck não é Donald Trump só porque também trabalha na mídia. Donald Trump é um empresário de sucesso que ergueu negócios de sucesso, sem dinheiro do BNDES. O jatinho ele comprou com dinheiro próprio, e mesmo que tenha sido financiado, terá sido por algum banco e não por uma benesse de nenhum governo ou governante.

Não há mesmo definição mais precisa para a ideia de Luciano Huck se candidatar à presidência do Brasil. É loucura, loucura, loucura. E se, por acaso, seguir adiante nessa aventura, e vier a ser eleito, o Brasil pagará muito caro por essa burrice, burrice, burrice.

Leia também

Fernando Henrique Cardoso deveria deixar o futuro pra quem tem futuro

 

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.