0

DEPOIS DO “TEM QUE MANTER ISSO” DE TEMER, O CONGRESSO QUER CPIs – COMO PARA ISSO

O QUE DEU CERTO NA CPI DOS CORREIOS FOI A PARTE QUE DEU ERRADO E REVELOU O MENSALÃO. O RESTO SAIU DE LÁ IMPUNE. INCLUSIVE LULA. INCLUSIVE AÉCIO.

Toda vez que o congresso se vê pressionado com alguma coisa, dá-lhe CPI. É CPI na Câmara dos Deputados e CPI no Senado investigando as mesmas coisas, ou então fazem a CPI mista de uma vez. O importante é criar CPIs e fingir que estão tratando de alguma coisa com a importância devida.

Ainda que se fizessem CPIs com algum propósito digno, seria impossível que alguma coisa pelo menos digna saísse das mãos desses políticos, a maioria sem dignidade nenhuma.

Parte do pagamento pelos votos a favor do arquivamento da denúncia contra Temer virá na forma de uma reforma política que atenda os interesses dos partidos clientelistas e fisiológicos; a bagatela de 6 BILHÕES DE REAIS num novo fundo partidário. E ninguém vai fazer uma CPI para tratar disso.

O caráter investigativo das tais Comissões Parlamentares de Inquérito, apesar do poder de investigar, condenar e até mandar prender, não os torna substitutos (muito menos isentos) do papel do Ministério Público e do Judiciário. Muito menos tem a qualidade investigativa e isenta da Polícia Federal. Foi, e continuará sendo, um foro com poder de melar investigações e proteger culpados.

Se a delação da JBS já deu o que deu tendo sido acordada diretamente com o Procurador Geral da República e homologada (e ratificada pelo pleno) por um ministro do STF, imagina o que pode sair de uma investigação conduzida por deputados e senadores diretamente envolvidos nela?

Chega de CPIs. Não temos que manter isso. E somos nós que financiaremos todos os custos extras que essas CPIs gerarão nas contas do congresso. Por meses e meses. Nós pagaremos mais essa conta.

Eles procuram sempre um jeito de “Como Parar Isso”. Nós precisamos fazer a mesma coisa.

No Ponto Do Fato