0

Com esse Senado e sem nada é a mesma coisa. Esperar o que?

É provável que nem Roma nos seus piores momentos tenha tido um Senado tão corrupto quanto o nosso atual.

Aécio Neves, Senador

Foto Dida Sampaio/Estadão

Mais da metade do Senado responde a algum tipo de inquérito ou processo. Grosso modo, os delitos mais simples tratam de falta ou desaprovação de contas eleitorais e chegam a gigantescos processos de corrupção, enriquecimento ilícito, corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro. Fora crimes comuns que envolvem violência contra mulher e coisas do gênero.

E ao falar em mais de metade, isso significa que a casa legislativa mais alta do país está podre, porque não dá para imaginar que meia dúzia de senadores honestos tem a força necessária para mudar as coisas.

O episódio do senador Aécio Neves é o maior exemplo da disposição que os senadores tem para obstruir todo e qualquer tipo de ação ou processo que vise punir senadores que praticam crimes. E, liderados por Renan Calheiros, aquele que adora apagar fogo jogando gasolina, não se importam em afrontar uma determinação do STF – Supremo Tribunal Federal, como se o STF fosse menor que o Senado.

Não dá para saber aonde vai parar isso. Mas, com um Senado desses, é melhor ficar sem nada.

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.