0

STF restringe foro, Câmara dos Deputados libera o desaforo. E nós…

STF restringe foro, Câmara dos Deputados libera o desaforo. E nós...Como sempre, a Câmara dos Deputados só reage quando o STF legisla no lugar dele, porque gosta, e porque ela não faz o que deveria.

Votado e aprovado pelo STF a restrição do foro privilegiado para deputados e senadores, sai de cena o foro e a Câmara dos Deputados reage com desaforo de pôr para funcionar uma comissão formada pelo que há de pior na casa.

Depois de um ano parada na casa, esperando a formação da comissão que vai analisar o projeto vindo do senado, os trabalhos começarão no próximo dia 9 de maio, ainda faltando partidos, como o MDB do presidente e de Renan Calheiros e o DEM do próprio presidente da câmara, indicarem seus representantes.

Faço questão de lembrar a todos que o projeto que foi aprovado no senado e que será analisado a partir da próxima semana impede textualmente a prisão de políticos após condenação em segunda instância. Portanto, o resultado final provável será a aprovação dessa PEC com a manutenção dessa proibição e, provavelmente, a esculhambação de qualquer outro ponto da proposta que possa ser negativo para os políticos.

Assim, a restrição do foro pelo STF foi a senha para que partidos e Câmara dos Deputados reagissem, com absoluto desaforo, e é isso que fica explícito na lista de deputados que a compõe.

Abaixo segue a lista de integrantes da comissão. Os nomes em vermelho podem ser clicados e você será levado ao site politicocarimbado.com, onde terá acesso à ficha com os processos a que o parlamentar responde. Se não tiver em vermelho, o parlamentar é, pelo menos em relação à justiça, um sujeito limpo.

Alfredo Kaefer – PP/PR
Antonio Bulhões – PRB/SP
Arthur Lira – PP/AL
Covatti Filho – PP/RS
Diego Garcia – Podemos/PR
Efraim Filho – DEM/PB
Evair Vieira de Melo – PP/ES
Fausto Pinato – PP/SP
Flavinho – PSC/SP
Pedro Fernandes – PTB/MA
Walney Rocha – PEN/RJ

Carlos Zarattini – PT/SP
Delegado Edson Moreira – PR/MG
Eros Biondini – PROS/MG
Joaquim Passarinho – PSD/PA
Jorginho Mello – PR/SC
Marcos Montes – PSD/MG
Patrus Ananias – PT/MG
Pepe Vargas – PT/RS
Wadih Damous – PT/RJ

Carlos Sampaio – PSDB/SP
Pedro Cunha Lima – PSDB/PB
Ricardo Tripoli – PSDB/SP
Rodrigo Martins – PSB/PI
Rubens Bueno – PPS/PR

Dagoberto Nogueira – PDT/MS

Dos 26 nomes já relacionados, 11 tem processos na justiça, seja eleitoral ou no STF. E esses, por enquanto, 11 parlamentares, desaforadamente, participarão da comissão que vai tratar da lei que pode deixá-los à mercê da justiça ou mantê-los impunes atrás de seus mandatos.

Ainda faltando indicação, MDB – 4 integrantes, DEM – 1 integrante, Solidariedade, – 1 integrante, PCdoB – 1 integrante, PSB – 1 integrante e PSOL – 1 integrante, para se chegar ao total de 35 parlamentares da comissão.

Resumindo, então, até o momento, 1/3 dos parlamentares que compõem a comissão da Câmara dos Deputados que vai analisar o projeto do fim do foro privilegiado responde a algum tipo de processo na justiça. E pelos partidos que ainda falta indicar representantes, a chance de a lista de fichas sujas aumentar é bem maior do que a lista de parlamentares que tem ficha limpa.

E enquanto nós, povo, nos preocupamos com o foro, os políticos da Câmara dos Deputados estão pouco se importando em rechear uma comissão tão importante com políticos que são clara e abertamente envolvidos com corrupção e proteção de corruptos, mesmo entre os que não respondem a nenhum processo.

O foro foi restrito. O desaforo permanece privilegiado.

Você pode gostar de ler também

Petistas apostam na idiotice alheia, contam mentira e carimbam dinheiro

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.