1

LONDRES. SE ALGUÉM ACREDITA QUE FOI O RETORNO DO JEDI, PREPARE-SE, PORQUE O IMPÉRIO CONTRA-ATACA.

Quando um inglês de 48 anos resolve praticar um atentado terrorista contra muçulmanos, num revide pessoal aos recentes atentados praticados por extremistas islâmicos, é hora de acender a luz vermelha. Porque isso não vai ficar assim.

Os extremistas não precisaram de justificativas reais para os atentados de Manchester e Londres, se não a de sempre, a luta pela islamização do planeta e a guerra contra todos que são contra. E se não precisavam antes, o ato desse cidadão inglês deu-lhes uma.

Isso não vai ficar barato. Nem sem resposta. E as respostas deles, mesmo quando não perguntados, costumam ser danosas.

Os posicionamentos oficiais mostram-se contra este “ato terrorista caseiro” o mesmo grau de repúdio demonstrado anteriormente, assim como a mesma firmeza no combate a todo tipo de extremismo. Mas daqui para a frente, discursos provavelmente serão insuficientes.

Tudo o que os radicais queriam era a vitimização do islamismo justificando sua forma terrorista de se expressar. E se antes era em nome da implantação do islamismo, agora é também em sua defesa.

Por incrível que pareça, e mais condenável que seja, chegamos na encruzilhada entre a possibilidade de entender a reação deste homem e, ao mesmo tempo, o absurdo que ela representa.

É quando Darth Vader e Lucky Skywalker empunham seus sabres de luz, mas, por motivos distintos, não querem se matar, nem morrer. Um acreditando que pode converter o outro. Mas não resistem a se enfrentar porque acreditam que essa é a única forma de subjugar o outro.

Só lembrando que é o ódio que alimenta o lado negro da força. E que sagas costumam não ter fim.

 

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.

One Comment