0

UMA TERÇA-FEIRA COMO ESSA SÓ FOI POSSÍVEL POR UM MOTIVO: O POVO NÃO FAZ NADA.

O QUE ESPERAR DA QUARTA, DA QUINTA, DA SEXTA…

A terça-feira não chegou ao fim ainda, mas o fim da picada chegou para valer nessa terça-feira.

Michel Temer põe Rodrigo Janot em suspeição no STF. E entre os que decidem sobre acatar ou não acatar o pedido do presidente, estão os suspeitíssimos Gilmar Mendes, Antônio Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes, além das manobras suspeitas que ocorrem por lá. E o povo não fala nada.

A comissão de ética e decoro parlamentar do Senado simplesmente passou por cima da palhaçada protagonizada pelas senadoras marmitex, além de dar palco para o ridículo Lindbergh Farias que provavelmente não passaria nem num exame antidrops, o que dirá um exame antidoping. Além das cenas ridículas já de costume, faltou com a ética e com o decoro, exatamente na comissão que cuida de tal. E o povo não faz nada.

Na Câmara dos Deputados, tal qual o esgoto no Brasil, correm a céu aberto propostas para a criação do fundo bilionário para financiar campanhas eleitorais utilizando-se para isso as vergonhosas verbas das emendas parlamentares, o que em tradução livre significa menos dinheiro para a saúde, para a educação, para saneamento básico… E o povo não faz nada.

Os sindicatos que, a princípio, ficam sem as verbas do imposto sindical a partir de novembro, já articulam a criação de uma “Contribuição Negocial” para cobrir o rombo. E a desfaçatez é tão grande que, pelas regras propostas, bastará que 10% dos sindicalizados compareçam em uma assembleia e aprovem a o pagamento da nova contribuição para que todos os outros trabalhadores sejam obrigados a pagar também, concordando ou não. E o novo imposto, que hoje é de 4,5%, pode chegar a 13%. E o povo não faz nada.

Continuando o périplo do dia, a equipe econômica do governo acena com aumento da alíquota do imposto de rende, passando a faixa mais alta dos atuais 27,5% para 35%. Ou seja, quem ganha R$ 10.000,00 terá retida a “bagatela” de R$ 3.500,00 na boca do caixa do governo e ensaiar estripulias e malabarismos para ter direito à devolução do imposto retido. E o povo não faz nada.

E para concluir, Stédile informa em alto e bom tom, em cadeia nacional, que “está enviando um exército para a Venezuela” a fim de ajudar Nicolas Maduro a matar o povo venezuelano. Como o MST, teoricamente, não pode matar aqui, vai matar na Venezuela. Depois foge para cá de volta, ninguém vai ser punido, nem extraditado e fica o dito pelo Benedito. E o povo não faz nada.

O Brasil é ridículo. E o povo não faz nada.

 

HS Naddeo

Brasileiro escrivinhador de ofício, palpiteiro, cheio de opinião, jornalista, publicitário, administrador, marketeiro, anti-petista, anti-corrupção e anti-burrice.